Após acidente com filha, mãe faz alerta sobre acessório que muitos usam na cadeirinha





















É pensando no conforto do bebê que muitos pais optam por colocar protetores no cinto da cadeirinha que transporta os pequenos no carro. O cinto serviria para suavizar o contato das faixas com a criança. O relato de uma mãe, contudo, chamou atenção para o perigo que esse acessório pode representar em casos de acidente.


Segurança do bebê no carro

Hannah McKinney sofreu um acidente de carro e viu sua filha de 2 meses de idade ser lançada da cadeirinha. A pequena quebrou um braço e foi atingida por alguns estilhaços de vidro na cabeça. Ainda que sem ferimentos graves, Hanna não deixou de postar um alerta aos pais sobre os protetores de cinto.



"Esses protetores estavam na cadeirinha da minha filha quando aconteceu um acidente de carro. O veículo capotou duas vezes e ela foi ejetada do assento por conta do acessório. Quando chegamos ao carro, o cinto de segurança estava intacto e a cadeirinha ainda presa ao assento, mas o impacto fez com que o cinto escorregasse pela blusa dela, o que a fez voar longe. Por favor, não coloque coisas na cadeirinha que não vieram com ela de fábrica", escreveu a mãe, agradecendo em seguida pela filha estar bem.


Como é utilizado?
O protetor de cinto são acessórios em duas unidades que podem ser fixados no cinto de segurança da cadeirinha que segura o bebê no carro. Os acessórios são comprados a parte, ou seja, não vem com a cadeira e podem ser colocados no cinto por qualquer adulto.
Não é aconselhado




O relato de Hanna despertou uma atenção especial para os acessórios que são avulsos à cadeira mas que muitas vezes são utilizados pelos pais. Muitas organizações se opuseram ao uso de qualquer acessório que não venha junto à cadeira de fábrica, pois pode comprometer o desempenho do produto.