A importância dos padrinhos na vida dos afilhados























Padrinhos e madrinhas são considerados segundos pais e mães de uma criança e os responsáveis pela orientação, cuidados e criação desde a infância até a vida adulta. Apesar de a oficialização do “cargo” ser feita na igreja, durante o batizado, o apadrinhamento pode ir muito além de questões religiosas.



A importância dos padrinhos no dia a dia:







Mas como a posição de padrinho não precisa exatamente estar ligada de forma direta com a religião, a ajuda na criação dos afilhados pode acontecer de diversas maneiras. Além de contribuir como modelo ou inspiração para a criança, o padrinho ou a madrinha pode ainda colaborar de forma prática, como em questões financeiras, auxilio nos estudos, etc.


Pais que não seguem uma determinada religião ou decidem não batizar os filhos, mas querem que suas crianças sejam apadrinhadas, podem confiar a função a pessoas próximas, que confiam, para serem uma espécie de “padrinhos e madrinhas do coração”.


Aos escolhidos caberão as mesmas “funções” dos padrinhos mais tradicionais: os cuidados e as demonstrações de afeto que normalmente vêm com a convivência. O importante é, portanto, fazer com que o vínculo entre o padrinho e o afilhado seja estabelecido com uma pessoa querida e presente que deverá fazer parte da vida da criança para sempre.