6 adaptações INCRÍVEIS que o corpo faz para abrigar um bebê






















Algumas transformações no corpo da mulher durante a gravidez são bastante óbvias e visíveis e, apesar de nem sempre agradáveis, desempenham importante papel para o bom desenvolvimento do bebê e saúde da mãe. 



Confira algumas adaptações inteligentíssimas que o corpo humano faz para abrigar um feto:

Mudanças no corpo durante a gravidez






  • Se você se surpreende com a elasticidade da pele da barriga da mulher durante a gravidez vai ficar chocado com a capacidade de expansão do útero. Na gestação, órgão é alargado em mais de 500 vezes além do seu tamanho normal para acomodar o feto.


  • Como o corpo da mulher exige mais oxigênio durante a gravidez, a produção de glóbulos vermelhos aumenta em até 20% e a de sangue chega a ser 50% maior. É por esta razão que gestantes são orientadas a receber doses adicionais de ferro no período.


  • O aumento dos seios durante a gravidez não ocorre apenas para armazenar leite. O inchaço aparece também por causa da maior quantidade de vasos sanguíneos na área, que favorecem a produção do leite materno.


  • Melhoras no olfato e paladar durante a gravidez podem fazer com que a mulher se sinta com poderes extraordinários. As sensações mais aguçadas na gestação, segundo hipóteses elaboradas por estudos científicos, surgem como uma espécie de mecanismo de defesa da mãe para proteger o feto.


  • A grávida ainda muda naturalmente sua postura durante a gravidez, especialmente após o terceiro trimestre, com uma acentuação da lordose e afastamento das pernas. As alterações ocorrem para que o corpo mude o eixo de equilíbrio e garanta a sustentação do peso extra.


  • Até mesmo o cérebro das mulheres muda durante a gravidez e elas ficam, de acordo com um estudo espanhol, mais inteligentes e espertas. O volume de massa cinzenta é modificado justamente nas áreas do cérebro relacionadas à percepção de sentimentos e necessidades dos outros. A alteração teria propósito evolutivo de preservação da espécie.