Como desmamar o bebê? Confira algumas dicas para ajudar nesse processo

Olá mamães, selecionei várias dicas para ajudar no processo de desmame, a pedidos de algumas seguidoras!
  • A recomendação do Ministério da Saúde, assim como da Organização Mundial da Saúde, da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Academia Americana de Pediatria, é de que a amamentação seja exclusiva até os 6 meses de vida e que se estenda até aos 2 anos de idade.
Na realidade, o desmame vai depender do filho, da mãe e de seu estilo de vida.


Sinais de que está na hora de desmamar o bebê:

Percebe-se claramente que a criança já não necessita mais mamar no seio, quando ao invés de sugar o leite, comporta-se como se estivesse com a chupeta na boca. Outro comportamento típico é solicitar o peito materno a cada momento em que se depara com a imagem da mãe, mas, assim que oferecido, mama por poucos minutos, se tanto, e logo se envolve em outra atividade

Fim da amamentação, sem sofrimentos:

A chave de tudo é a cautela, pequenas trocas, no lugar da mamada ofereça uma fruta ou lanchinho que a criança goste. Escolha uma mamada para oferecer mamadeira ou copinho em vez do peito e veja qual a reação. Quando ele se habituar, vá trocando outros horários também.

Como devo oferecer o leite para o meu bebê depois do desmame?

O mais recomendado pelos órgãos especializados é oferecer leite no copinho. Diferentemente da mamadeira, ele não causaria prejuízos com a mastigação e a fala. Acha impossível imaginar seu bebê desempenhando tal performance? Saiba que muitos prematuros se alimentam desse jeito nas UTIs Neonatais. Uma pesquisa realizada na Suécia e publicada no Jornal de Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria também comprovou que eles são capazes de usar o copinho. O estudo mostrou que os movimentos que os bebês fazem quando sugam no peito são muito mais parecidos com os que realizam ao beber no copinho do que ao usar a mamadeira.
Os pais podem aprender a técnica correta para oferecer o copinho com o pediatra, os consultores de amamentação e os profissionais de bancos de leite. A mamadeira pode parecer mais prática, mas, além de causar prejuízos, exige um segundo desmame. Muitas vezes, é necessário que a criança experimente o copo de transição (aqueles com bicos de silicone) para só depois conseguir usar uma versão tradicional. O processo dá bastante trabalho, pois, geralmente, os bebês (e os pais!) criam uma dependência emocional da mamadeira difícil de largar. Ofereça o leite sempre com o bebê sentado para evitar engasgos. Lembre-se de limpar cuidadosamente todos os utensílios usados (copos, mamadeiras e bicos).


Medo de perder a ligação mãe e filho com o bebê:

O desmame pode ocorrer de forma mais tranquila do que você pensa.  O carinho e ligação entre mãe e filho continuam, é hora de valorizar os momentos, ou até tirar alguns minutos que seria para a mamada para dar atenção exclusiva a criança! O vínculo pode ser fortalecido com os cuidados diários, em um banho gostoso antes de ele adormecer, na cantiga que a mãe canta, em um colo aconchegante.

Que tipo de leite devo dar no lugar do leite materno?

O leite materno pode continuar sendo oferecido no copinho ou na mamadeira. As alternativas são as fórmulas especiais em pó, que hoje em dia são semelhantes ao leite materno, enriquecidas com vitaminas e de fácil digestão para o organismo infantil. O pediatra pode indicar qual a melhor marca. Um bebê com menos de 1 ano jamais pode ser alimentado com o leite de vaca, mais difícil de digerir e com grande risco de causar alergias.

Teste: não ofereça, não recuse:

Continue amamentando quando seu bebê pedir, mas não ofereça o peito o  tempo todo, automaticamente, como algumas mães até acostumaram a fazer. O que pode ser surpreendente é descobrir que algumas crianças estão tão prontas quanto as mães para começar o processo de desmame.

Posso passar substâncias de gosto ruim no peito?

Não, espalhar alimentos amargos ou azedos no peito para o seu filho rejeitar a mamada é um péssimo hábito, segundo as especialistas. Imagine só o trauma do bebê, que está acostumado ao momento prazeroso que é a amamentação, ter que experimentar um gosto horrível?

Como faço para desmamar uma criança com mais de 1 ano e meio, que já entende melhor o que está acontecendo?

Primeiro você deve estar segura sobre o desmame para passar esse sentimento ao seu filho. É natural um bebê desmamar e, quando feito da maneira correta, ele não sofrerá ou ficará desnutrido. Depois, planeje para que tudo seja feito de maneira gradual. Troque as mamadas aos poucos por outro jeito de oferecer o leite e seus derivados. Seja flexível. Você pode, por exemplo, manter a mamada noturna, que o faz adormecer até ele se adaptar melhor com a troca feita em outros horários. O pequeno pode apresentar fatores emocionais que mostram que ele sente medo de se separar da mãe: gaguejar, maiores requisições, apego a objetos. Mostre que o amor de vocês continua ali de outras formas.


 
 
Visite nossa Página no Facebook Página Diário das Mamães
Nosso Canal no YouTube Canal Diário das Mamães
e nosso Instagram: Intagram Diário das Mamães


Fontes: Bebê.com.br
           Just Real Moms
 


© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo