Marcos Piangers-Esse é pra quem tem filhos de dois anos


 Marcos Piangers que lançou o livro "O Papai é Pop'' este ano, onde conta histórias sobre as duas filhas,
 falou com bom humor sobre o termo "terrible two'
 Recentemente ele postou em sua rede social o seguinte texto:


-Esse é pra quem tem filhos de dois anos 
Existe um termo mundialmente famoso para se referir às crianças de dois anos: terrible two (terríveis de dois).
Essas pobres crianças são chamadas de terríveis talvez porque adoram riscar paredes com lápis de cor, talvez porque costumam fazer xixi no chão da sala, talvez porque automaticamente berram e esperneiam ao ouvir a palavra "não", ou talvez porque estão agora mesmo em cima do laptop do pai impedindo-o de escreverpeo ]v-rmwew vd 'wea;DL, 2L3-LDDVXFGDGDF \WT;

Quando você não tem filho, costuma subestimar os terrible two. Você acha que aquela mãe no shopping não deu a educação correta para aquela criança que está deitada chorando no meio da Renner. Você considera aquele pai que colocou a Galinha Pintadinha no iPad pro filho assistir no restaurante um ser humano desprezível. Você ingenuamente acredita que com um pouco de diálogo e carinho as crianças crescerão sem birra e sem ranho. Você está errado.


Aquela mãe no meio da Renner, desesperada e constrangida com a cena que a criança está fazendo, deu todo diálogo e carinho que uma mãe pode dar. O coitado do pai só consegue se alimentar com ajuda da galináceo anil - e ele provavelmente não dorme decentemente há semanas.


Quando você chega na casa de amigos e vê as paredes pintadas, pasta de dente espalhada pelo chão e fraldas usadas nos lugares mais sinistros, não é culpa dos seus amigos. A culpa é da criatura mais fofinha do recinto.


É como dividir sua casa com o pior tipo de inquilino possível. Do tipo que não guarda nada no lugar. Do tipo que fica acordado até as 3 horas da manhã querendo ver televisão. Do tipo que quer sempre dormir na sua cama, separando você e sua mulher. Do tipo que te acorda com tapas na cara em um sábado de manhã. Do tipo que não paga aluguel.


Mas não quero parecer injusto. Falar mal de criaturas tão fofas só vai colocar o público contra mim. Os terrible two não são apenas ruins. Eles são ótimos para algumas coisas, a saber:


1. testar produtos que você acabou de comprar, descobrindo formas de destruir mesmo aqueles aprovados pelos testes do Inmetro (que não tem nenhum terrible two no seu quadro de funcionários, uma falha grave);


2. rasgar/desenhar em livros favoritos, incentivando a migração digital de sua biblioteca;


3. convencer aquele amigo que está pensando em ter filho a abandonar a ideia completamente, ao ficar com seu filho por 15 minutos no shopping.


A boa notícia é que a experiência com um terrible two dura apenas um ano. A má notícia é que existe um outro termo mundialmente famoso: terrible three




















Post : Ludmilla Canto

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo